O Cemitério Maldito (1989)

Seu gatinho morreu? Ou um cachorrinho muito querido? Isso é fácil de resolver, é só enterrar ele em algum cemitério indígena (de preferência micmacs) que ele voltara do mundo dos mortos direto para você, claro que com algumas diferenças, ele vai querer te matar!E nem pense em enterrar um ente querido, porque ai a dificuldade vai ser maior, na hora que ele voltar!
Brincadeiras a parte estamos falando do filme:
O Cemitério Maldito (Pet Sematary)

Sinopse:
Recentemente os Creeds se mudaram para uma nova casa nos arredores de Chicago. A casa é perfeita, exceto por duas coisas: os reboques, que vivem fazendo barulho na estrada, e o misterioso cemitério no bosque atrás da casa. Os vizinhos dos Creeds estão relutantes em falar sobre o cemitério e eles têm um bom motivo para tal comportamento. Gradativamente o casal toma conhecimento da verdade e ficam chocados ao saberem do perigo que seus filhos correm. Quando o gato da família morre atropelado, eles o enterram em um cemitério índio que tem o poder de ressuscitar o que for deixado naquele terreno, mas as conseqüências são inimagináveis.

Trailer:

Um filme de Mary Lambert, e da obra de Stephen King (um dos poucos baseado na obra dele que presta), um filme que mesmo quem não é um fã árduo de filmes de terror acaba gostando, tem uma história legal e não é um filme pesado(tem algumas cenas, mas nada comparado a The Evil Dead).Esse filme foi muito popular aqui no Brasil e deu muito susto na criançada na época de 80 e 90.
Curiosidades:
O Orçamento usado para a produção do filme foi de $11.500.00 dólares ( uma boa quantia se compararmos com outros filmes da década de 80 do mesmo gênero)
Gage, quando retorna do cemitério para atacar sua família, foi interpretado por um boneco eletrônico. E foi preciso sete técnicos para movimentar o boneco.
No filme, Missy Dandrige (a mulher que sofre de câncer) morre. Porém, no livro, ela não morre.

O filme é muito bom, é uma mistura de suspense com terror, se ainda não assistiu, assista!
Abraço a todos.

1 comentários:

╬ψŁØЯÐ disse...

Classico porra *_*

Postar um comentário