Psicose (1960)

“Psicose é um termo psiquiátrico genérico que se refere a um estado mental no qual existe uma perda de contacto com a realidade“. É com o termo psiquiatrico de psicose que começo o post falando do clássico do suspense mundial.
Psicose (Psycho)

Sinopse:
Secretária (Janet Leigh) rouba 40 mil dólares para se casar. Durante a fuga, erra o caminho e chega a um velho motel, onde amavelmente atendida pelo dono (Anthony Perkins), mas escuta a voz da mãe do rapaz, dizendo, que não deseja a presença de uma estranha. Mas o que ouve na verdade algo tão bizarro, que ela não poderia imaginar que não viveria para ver o dia seguinte.

Trailer

Esse suspense/terror do começo da decada de 60, que até hoje é lembrado em qualquer lista dos grandes clássicos do cinema mundial, dirigido por Alfred Hitchcock ( o grande mestre do suspense) criou uma das cenas mais repetidas, lembradas e copiadas da história do cinema, a antológica cena da morte no chuveiro.

Curiosidades:
O filme custou 800 mil dólares e arrecadou 50 milhões de dólares pelo mundo.
Hitchcock recebeu uma carta de um pai enfurecido, dizendo que sua filha, apavorada, recusava-se a entrar no chuveiro, após ver o filme. Hitchcock respondeu a carta, sugerindo ao pai que levasse a garota para uma lavagem a seco.(a curiosidade que dei mais risada até hoje).
Psicose foi gravado em preto e branco propositalmente.
Janet Leigh (atriz da cena do chuveiro) é mãe da atriz Jamie Lee Curtis, que também ficou famosa graças a um filme de terror Halloween.
Psicose concorreu ao Oscar de 1961 nas categorias melhor atriz coadjuvante, melhor fotografia, melhor direção e melhor direção de arte.

Abraço a todos.

1 comentários:

╬ψŁØЯÐ disse...

Psicose rulez Alfred Hitchock E FODÃO

Postar um comentário